Fucap :: Uma faculdade inovadora 


ESTRELA DE DAVI, DE SALOMÃO, HEXAGRAMA


















Figura formada pela união de dois triângulos equiláteros entrelaçados. A estrela de seis pontas é um símbolo muito conhecido, atrativo de energias positivas.


A estrela de seis pontas é considerada o mais poderoso dos símbolos, é usada como objeto de meditação sempre que se deseja uma conexão com Deus.





Simboliza os dois hemisférios, o que está embaixo é igual ao que está em cima.


Os triângulos eqüiláteros (três ângulos iguais) entrelaçados significam união, equilíbrio entre o material e o espiritual quando nas cores verde e vermelho; O vértice voltado para cima, na cor verde, indica conhecimento, vontade, sabedoria, Deus em sua condição de trindade, a realidade espiritual, e o vértice voltado para baixo na cor vermelha, indica realidade terrena ou material, recompensa, trabalho.


Em nossa estrela o conhecimento está sobre a matéria, ou seja, trabalho com sabedoria, unidos e em equilíbrio, um não é melhor que o outro pela igualdade abstrata dos dois triângulos, representados em 2x3=6 ou 3+3=6 pontas.


Após a manifestação dos cinco sentidos, o ser humano caminha para a evolução do sexto sentido.


A estrela de seis pontas é, portanto, signo de união entre o criador e a criatura, de Deus com o homem.




O HEXÁGONO ESTRELADO



Estrela de seis pontas. Escudo de Davi. Selo de Salomão. São dois triângulos entrelaçados com vértices para cima e para baixo. Os antigos utilizavam emblematicarnente como "talismã" nas batalhas. Foi usado por Davi, pai de Salomão, que passou de geração em geração.


Até hoje é um símbolo de proteção. Um símbolo místico. Cabalístico.


No cristianismo, passou a simbolizar a dúplice natureza do Nazareno: humana e divina. A estrela de seis pontas expressa o Universo conhecido. Sua ponta superior representa o Espírito (verde); a inferior, a Matéria (vermelho). Um equilíbrio de forças. Corresponde ao esotérico Hexagrama, dogma de Hermes Trimegisto: 'o que está em cima é como o que está em baixo'.


É o símbolo do Macrocosmo, assim como a estrela de cinco pontas representa o Microcosmo.


Fonte: Revista O PRUMO nº 182 p. 18.